Vinha de Luz
seja bem-vindo à nossa loja virtual!

REGISTRE-SE | LOGIN ( esqueci minha senha )
Registros imortais
Registros imortais
Clique sobre a imagem para ampliá-la.


Registros imortais

Diversos (espíritos) Francisco Cândido Xavier (autor) Eugênio Eustáquio dos Santos (organizador)
Registros imortais resgata para a história da Doutrina Espírita o trabalho de desobsessão e de esclarecimento aos desencarnados levado a efeito no Centro Espírita Meimei, fundado por Chico Xavier na Pedro Leopoldo dos anos 50. Por meio da psicofonia, Chico Xavier e diversos outros médiuns receberam mensagens da Vida Maior assinadas por espíritos sofredores e em evolução, em cujo cerne encontramos o Evangelho de Jesus como alicerce seguro para a vida imortal. Complementando as obras Instruções psicofônicas e Vozes do Grande Além, editadas pela Federação Espírita Brasileira em 1955 e 1957, respectivamente, esse livro é mais um documento importante para o Espiritismo no Brasil e no mundo, testificando a ingente capacidade mediúnica e caritativa do maior médium de todos os tempos e a valiosa contribuição de todos aqueles que com ele conviveram nessas tarefas consoladoras.


Preço De: R$ 45,00
Por: R$ 40,00

ADICIONAR À LISTA

INIDIQUE

Especificações técnicas

ISBN: 978-85-63716-17-0
ANO: 2013
EDIÇÃO:
Número de Páginas: 352
Tipo de acabamento: capa em papel Supremo 250g, 352 páginas em papel Pólen Soft 80g, brochura
Formato: 23x15x3 cm

Conheça também

Deus conosco Sementeira de luz Depois da travessia

Opinião do leitor

[ Jorge Damas Martins] [] [-]
Nota:10
Acabei de ler o maravilhoso e sábio Registros Imortais. Bela Pesquisa e Impressionante resgate.Parabéns Deus te conserve na Sementeira do Bem. Leve o meu carinhoso e alegre reconhecimento ao Eustáquio e ao Leão. Abraços,Jorge Damas Martins



[Oceano Vieira de Melo ] [] [São Paulo-SP]
Nota:10
Acabo de ler o belíssimo livro Registro Imortais organizado e editado por vocês.Que Jesus, Nosso Mestre e Senhor, os ampare para que outras descobertas sejam feitas e vocês possam disponibilizar para o público e a história do Espiritismo e do nosso amado Chico Xavier.



[wantemberg] [wantembergpr@live.com] [Esteiors-]
Nota:10
Bom Dia É possível, um espirito desencarnar no ano de 1944, e voltar a encarnar no ano de 1953 em outro país Resolvi copiar e lhe enviar o texto abaixo referente às ocorrências, de acontecimentos do passado. Que hoje não ocorre com muita frequência e quando ocorre é muito confuso e com pouca nitidez. Sendo que no passado as ocorrências eram bem lúcidas e com mais frequências Se possível for, eu gostaria de obter algumas respostas, para o meu entendimento. E o porquê desse bloqueio ter acontecido, seria possível, eu ter feito alguma coisa que não deveria ter feito, quando eu estava em viagem Astral Eu gostaria muito de recuperar esse meu lado maravilhoso, que é ter liberdade plena Já tentei de tudo pra ver se consigo, mas... Não tem jeito Talvez seja necessária uma ajuda Esse é o Texto Foram três fases da minha vida que ocorreram essas experiências . A primeira delas ocorreu na infância, a segunda na adolescência e ultima na juventude. Hoje eu tenho 59 anos, nasci no dia 20051953. Nasci e me criei na zona rural de Bangu RJ, sou o filho mais velho de uma família composta de quatro irmãos. Fui criado com meus avós que eram de origem humilde, me criei em um sítio de laranjal, que meus avós haviam tomado posse, no meado dos anos de 1953. O local era muito bonito, havia muito verde. E a localização geográfica do sítio ficava entre uma grande montanha chamado pico da pedra branca, e um pequeno morro coberto de verde e com muitos pés de mangueiras . Foi neste local de natureza exuberante que me criei,atualmente não está mais assim. Toda aquela região foi desapropriada para construção de casas para as favelas do Rio . O clima atual é muito denso, chega ser pesado em virtude da criminalidade que existe por lá. O sitio foi desapropriado e o verde desapareceu. Eu sempre estive a frente da sustentabilidade e apoio da minha família e dos meus irmãos. Após o falecimento dos meus avós maternos e a separação do meu pai da minha mãe. A vida ficou muito difícil, comecei a trabalhar muito cedo para manter todos. Atualmente moro no Rio Grande do Sul na Cidade de Esteio. Na minha infância eu comecei perceber comentários dos meus familiares, a meu respeito, relativo ao meu tipo de brincadeiras que era sempre de guerra Sem nunca ter assistido uma televisão, porque naquela época ninguém a onde eu morava tinha televisão. Eu brincava o tempo todo sozinho de guerra e ficava chateado, por acharem que eu era louco. Em um determinado dia ao me levantar da cama, eu escutei a minha avo comentar com alguém, que me via as vezes, correndo pelo laranjal embora, eu estivesse dormindo na cama. Eu não liguei muito pra esse comentário sobre mim, porque eu não me lembrava de muita coisa mesmo. O tempo foi passando, e ai, outro fato curioso aconteceu na minha adolescência. Devia ter uns oito anos aproximadamente, eu assistia pela primeira vez na minha vida a um seriado de TV de um filme de guerra chamado "combate". Em um dado episódio do filme, eu me transformava, e ficava muito inquieto e também nervoso. Tinha muita raiva do resultado do episódio do filme, principalmente quando os americanos saiam vitoriosos. Até me acostumar com essas vitórias dos Americanos nos filmes, foi um sacrifício. Em quanto todos na sala ficavam felizes com as vitórias americanas na guerra. No entanto, eu era o único a ficar aborrecido. Esse era o meu comportamento estranho quando criança. Só fui entender esse comportamento depois de um flash, que tive anos depois. Após deitar-me pra dormir, pelo menos foi como um tipo de sonho, e como eu entendi na época. Nesse sonho ou flash que tive, eu me via comandando uma linha de artilharia. Que era composto, de um grupo de seis soldados, que me pareceu serem Alemão. Atirávamos com duas peças de artilharia pra cima das pessoas que pra mim seriam os inimigos. Alguns deles estavam tão próximos, que dava pra ver os gorros de pelo, que eles usavam, não eram todos que usavam, os outros tinham capacetes. Essa gente avançavam velozmente sobre nossas posições, em direção da cidade a onde morávamos. Com os bombardeiros do suposto inimigo, eu estava muito tenso, e preocupado com a minha suposta família. E resolvi pedir pra um dos soldados pra ficar no meu lugar. Porque eu havia visto uma terrível explosão no quarteirão a onde eu morava, chegando lá, me aproximei de um casarão enorme, com janelas muito grandes do tamanho de uma porta. Toda a cidade estava destruída pelos bombardeiros. Na entrada da casa havia uma escada de dois lances no formato de leque. Era a onde eu morava, subi os dois lances de escada, e entrei na casa. Passei correndo pela enorme sala, com alguns pedaços de paredes já caídos pelo chão. Entrei no meu quarto e vi um berço tombado no chão, e uma mulher loira caída, toda ensanguentada com uma criança nos braços. Ambos parecia estarem mortos, pelos estilhaços das explosões. Diante daquele quadro com a mulher e a criança caídos no chão, sentir uma grande tristeza e um enorme afeto, como se fosse alguém muito importante pra mim, como mulher e filho. Foi ai que um enorme clarão me envolveu, todo o meu corpo e ardia muito, e era muito quente como se fosse fogo queimando, que envolvia todo o meu corpo. Logo após aquele calor intenso, depois veio uma sensação de paz e alívio, me vi flutuando no ar. Não tenho certeza....Mas, eu acho, que tive alguma coisa haver com esse episódio dramático em uma outra vida passada. Ou seria possível eu ter imaginado tudo isso, com tantos detalhes Na época eu deveria ter uns 14 ou 15 Anos Até hoje não tenho explicação pra esse meu sonho, ou flash, e tão pouco para origem do meu nome. Minha mãe era neta de português, e o meu pai é de origem cearense. Não teriam nenhum motivo pra me registrarem com esse nome de origem alemã, pois não existe descendente na minha família, que eu conheça Meus avós por parte de mãe frequentava o espiritismo, uma vez ou outra, não eram praticantes. Eu particularmente não sou religioso já ouvi vários, boatos sobre a reencarnação. Mas não entendo como o espírito pode reencarnar tão rápido. Eu ouvi dizer que os espíritos quando desencarnam, fica muito tempo perambulando, pela atmosfera do planeta terra Na minha adolescência tive outro sonho, que era o surgimento de uma imagem de uma menina que falava comigo, ela vestia uma túnica ou roupão todo branco. Ela aparecia sempre pra mim entre os bambuzais que existia a onde eu morava. Ela tinha os cabelos escuros e o tom cor de mel e compridos e muito liso. Tinha os olhos negros como se fosse uma pérola negra, e muito penetrantes. Ela tinha traços suaves e finos, ela era muito bonita. Toda vez que eu dormia sonhava com ela o tempo todo eu ficava muito calmo e sereno em paz comigo, toda vez que sonhava com ela. Anos mais tarde, já na minha vida profissional, quando tinha meus 24 anos, eu comecei a namorar uma moça a onde trabalhava. O rosto dela me parecia familiar, o rosto preservava os traços sereno e límpido tinha uma beleza marcante. Ela me apresentou aos seus pais, e me mostrou algumas fotos de família. Foi ai que observei que uma das fotos, se parecia com a menina dos meus sonhos do passado. Até hoje eu tenho a foto dela, fico intrigado com isso, e custo acreditar que possa existir tanta coincidências assim, tão grande que foge a lógica deste mundo físico. Essa moça com quem me casei, e tive dois filhos me livrou de muitas coisas ruins que poderiam ter me acontecido na minha mocidade. Hoje faz uns 36 anos que vivemos juntos, e já temos dois netos. Vou tentar ser o mais breve possível, durante as minhas experiências com os sonhos. Vou contar os mais importantes deles, e os mais surpreendentes vai ser o primeiro. Não vou obedecer a nenhuma ordem cronológica porque não lembro ao certo, e já faz muito tempo que meus sonhos não são tão lúcidos como era antes. Também gostaria que me explicasse se possível fosse, e o motivo disto ter acontecido Experiência nº 1 Neste sonho, se é que se pode chamar de sonho, ao me deitar pra dormir, tenho certeza obsoluta, foi o mais surpreendente de todos. Eu devia ter os meus 21 anos, e acabava de chegar de uma festa. Já estava amanhecendo, e o sol, já estava querendo aparecer no horizonte. Tomei posição na cama pra dormir e comecei a cochilar. Repentinamente eu me vi levantando-me, subitamente passei pela sala e vi a minha mãe deitada no colchão da sala, fui até a cozinha olhei pra minha tia que estava de costa pra mim na cozinha se preparando pra trabalhar. Tentei chama-la, mas ela não me ouvia, gritei com todas as minhas forças, mas, foi em vão. Tornei a voltar pro quarto, foi ai que vi o meu corpo deitado na cama. Entrei em pânico, achei que tinha morrido pra mim não restava mais nada, então não adiantava ficar ali naquele ambiente. Fui ficando calmo e comecei a gostar daquele estado de paz e leveza. Comecei a observar ao meu redor, que as cores das coisas que estavam a minha volta eram mais vivas. Comecei a caminhar em direção ao portão do terreno, à medida que caminhava eu percebia que flutuava . Fiquei tão empolgado com esse estado que me fazia flutuar, que não queria mais voltar pro meu corpo. Foi ai que tive uma ideia, em pular sobre o muro da casa a onde morava. Quando fiz isso comecei a flutuar mais alto então, comecei a olhar pra cima e ver o sol e logo resolvi sair fora deste planeta, e do local a onde morava. Naquele momento não sentir nenhum afeto familiar, também não tive nenhum medo, não entendo isso E comecei a subir, e lembro-me, que passei através dos cabos de alta tensão da rede elétrica, e ir para outro lugar bem distante. Repentinamente alguma coisa ou força desconhecida me puxou, e falava dentro da minha mente ao mesmo tempo, “volta pro seu corpo que sua missão ainda não terminou neste mundo” Fui como se houvesse uma desmaterialização do meu ser, no ponto da onde eu me encontrava até o meu corpo no quarto. Isso foi em frações de segundos. Não da pra ver o processo de volta pro quarto, é incrível Depois disso nunca mais tive uma experiência tão real como essa. Gostaria muito que você me explicasse se existe alguma chance dessa experiência tornar acontecer Eu gostaria muito Experiência nº 2 Neste sonho também achei um pouco real, tudo era colorido. Eu flutuava deslizando suavemente, bem acima do nível das águas sobre o oceano, até chegar ao continente. A superfície do planeta era igual à terra tinha um sol semelhante ao nosso. Eu via muitas arvores em toda extensão do litoral não havia construções próxima das praias. À medida que ia me aproximando do centro do continente, comecei avistar uma grande cidade. As construções eram cercadas por arvores, e todo o tipo de folhagens, mais parecia está numa gigantesca praça urbanizada de formatos geométricos. Comecei avistar pessoas numa grande praça, também existiam muitos bancos e alguns eram usados pelas pessoas. Não vi nenhum tipo de veículo, e não me lembro de ter visto crianças. Tentei me aproximar das pessoas, junto delas havia uma espécie de Robô que interagiam com as pessoas, que mais parecia um manequim todo cinza. As pessoas eram humanas como nos, elas pareciam que estavam me vendo, porque sorriam para mim. Perguntei para uma delas que planeta era aquele, ela me respondeu... Que o planeta se chamava "THERA", pra mim foi um nome curioso, até hoje não me esqueci deste nome. Eles não escreveram e nem falaram, colocaram dentro da minha mente, da maneira que escrevi no texto. Andei fazendo alguma pesquisa relativa ao nome, e encontrei na net, que existiu na Grécia antiga um lugar que afundou no oceano à séculos antes da era Cristã. Experiência nº 3 Este sonho também foi fantástico, eu estava parado como se fosse um observador. Olhava a superfície de um planeta com muitas montanhas, e rochas pontiagudas não havia nenhum tipo de vegetação. Toda a sua atmosfera tinha uma cor azul violeta, assim como as rochas em toda superfície do planeta e possuíam a mesma tonalidade. E neste planeta circulavam seres humanos voando no interior de cristais, que mais pareciam diamantes enormes e lapidados, e de um brilho muito intenso. E no seu interior havia três ou mais pessoas, os cristais eram bem grandes. Suas vestimentas eram brancas com muita fluorescência e bem longas, pareciam vestimentas dos tempos antigos, como do tempo do império Romano. O movimento de vai e vem desses cristais, com as pessoas no seu interior, produzia uma vibração que era harmônica. Ao se mover no ar, os cristais emitiam um som suave, mais parecia uma melodia de uma beleza fora do comum. Cheguei até desenhar numa folha de papel quando acordei. Na tentativa de deixar registrado, essa experiência muito real, e com uma nitidez fora do comum. Um grande abraço, e estou aguardando o seu retorno. Wantemberg Tel. 51 34587177 Esteio RS



[Melina Peixoto] [@abr] [-]
Nota:10
Que capa mais vintage Muito chique Melina Peixoto



[Antonio Luis Baronto] [] [-]
Nota:10
Obrigado por me incluir na lista dos privilegiados que recebem estas notícias tão significativas, tanto para a nossa querida doutrina, e da mesma forma sobre o abençoado e amado Chico Xavier. Como já disse anteriormente a obra, ou a causa que vcs. abraçaram é de tamanha importância que pessoas como eu, que nunca tiveram a oportunidade de conhecer pessoalmente o Chico e mesmo estudar melhor a sua obra, nós todos estamos conseguindo minimizar este "prejuízo" na medida que vcs. continuam nesta abençoada caminhada Muito obrigado também porque vcs. estão permitindo que um incomensurável número de pessoas, no Brasil e fora dele, possam se sentir verdadeiramente como amigos de Chico Xavier e sua Obra Antonio Luis Baronto



Nome:
E-mail:
Cidade
Estado
Nota
Comentário:
Código:
Wan BrasilAC Portal
VINHA DE LUZ - SERVIÇO EDITORIAL LTDA.
Av. Álvares Cabral, 1777 - Sala 2006 - Santo Agostinho 30170-001 – Belo Horizonte – MG
Telefone: (31) 2531-3200 | 2531-3300 | 3517-1573 - CNPJ: 02.424.852/0001-31